Trabalhos para pessoas mais velhas e reformadas

Casal idosos a correr nas dunas

A reforma pode deixar de ser algo maçador. Para manter uma reforma ativa a nível profissional, descubra quais os melhores empregos para esta nova fase da sua vida.

A reforma pode antecipar-se como um bom período da vida. Hoje em dia cada vez mais pessoas se reformam em idades produtivas, pois, a esperança média de vida está a aumentar e a idade da reforma não está a acompanhar esta tendência. Por este motivo, cada vez mais pessoas que têm uma vida profissional ativa gratificante adiam a altura da sua reforma.

Por outro lado, o valor das reformas são cada vez menores, e nem sempre são o suficiente para que uma pessoa reformada possa ter a qualidade de vida que pretende, sendo por vezes necessário dedicar-se a outras atividades para compensar a falta de rendimentos necessários.

Independentemente do motivo que o pode levar a procurar uma ocupação profissional depois da reforma, ficam aqui algumas sugestões e conselhos.

Pesquise online

Inscreva-se em todos os sites de emprego e coloque anúncios sobre o que pode oferecer a quem o contratar. Evite descrições muito extensas da sua carreira profissional, tente ser conciso e vá direto ao assunto.

Pense em novas oportunidades

Não tem de se limitar ao que sempre fez durante a sua vida. Por exemplo, se tem um passatempo que aprecia, tente fazer algo relacionado com isso. Por exemplo, para quem gosta de artesanato, ou de criar presentes feitos à mão, sites como o projeto Artemix, permite-lhe usufruir de uma loja que poderá usar para vender os seus produtos. Todos temos qualidades e talentos escondidos, por exemplo, se gosta de conversar com outras pessoas, e é uma pessoa extrovertida, poderá ser de grande ajuda na área das vendas.

Qualquer que seja o trabalho ou oportunidade que procura, lembre-se que pode realizá-lo a partir de casa, apenas a part-time, ou até em regime de voluntariado. Não tem necessariamente de ter um emprego das 9 às 5.

Ajude quem precisa

Considere ajudar quem necessita. Se o dinheiro não é o seu problema, por vezes, oferecer ajuda a quem dela necessita pode ser muito compensador. Se tem a agilidade e a força mental para cuidar de outra pessoa, porque não voluntariar-se em projetos ou associações que prestam serviços de voluntariado, como o Banco Alimentar, a Cruz Vermelha, ou outro projeto dedicado a cuidar e a ajudar pessoas com necessidades?

Trabalhe para si

Outra opção: porque não vender produtos que podem ser trabalhados num negócio parcial e até em casa como a dos produtos Avon ou Mary Kay? Os horários são flexíveis, tem a oportunidade de conhecer e conviver com inúmeras pessoas e poderá ganhar dinheiro com isso. Não lhe parece boa ideia?

Trabalhar a part-time

Ficam aqui algumas sugestões para empregos a part-time:

O seu trabalho antigo - Pense em voltar para o seu trabalho antigo a receber menos ou até a trabalhar em part-time. Poderá trabalhar em projetos ou tarefas menos exigentes e será sempre um elemento valioso que certamente o local não quer perder.

Freelance -
Ser freelancer é sempre uma boa opção, nomeadamente em tarefas como a tradução, reedição de conteúdos, escrever artigos para a Internet… Por exemplo, o site Escrever dá a oportunidade de fazer estes trabalhos de escrita e tradução de acordo com o talento, e não de acordo com a idade.

Explicações -  Se foi professora ou teve uma profissão que lhe permita dar explicações sobre temas escolares relacionados, poderá usar a sua experiência para o fazer. Poderá preparar os jovens para os exames de acesso à universidade e até fazê-lo por um valor simbólico, dando explicações sobre certas matérias que lhe são familiares.

Trabalhos caseiros -
Cuidar de jardins, cuidar de piscinas, de crianças, cuidar do carro de alguém, cuidar da casa de alguém, são tudo trabalhos que podem ser desempenhados sem grande know-how, e que podem ser não só feitos a part-time, mas também podem ser bem remunerados. 

Cuidar de animais -
Hoje em dia, os animais fazem parte de muitas famílias e nem sempre há a disponibilidade de cuidar deles como se deseja. Passear o cão de outra pessoa, tomar conta dele durante as férias, cuidar e cortar o pelo, entre outros cuidados que são valorizados e que os poderá fazer a part-time, caso goste de animais. Se gostaria de ajudar os animais que não têm casa, poderá juntar-se a uma associação que salva e cuida animais abandonados, e ajudar a cuidar destes enquanto não lhes é atribuído um novo lar.

Trabalho sazonal -
Na altura do Natal é sempre necessário mais um par de mãos para ajudar, nem que seja a embrulhar presentes. Nestas ocasiões ou, por exemplo, no Verão numa colónia de férias, é sempre necessária a ajuda extra e sazonal de alguém – procure na sua comunidade e inscreva-se para este tipo de trabalhos.

Artesão - Se gosta de trabalhos manuais, ou de artesanato ou de tricotar camisolas, enfim já percebeu a ideia, porque não usar as suas talentosas mãos e criar produtos que hoje em dia são tão apreciados? O feito à mão é cada vez mais admirado e o que outrora era considerado menos moderno passou a estar na moda. Use lojas como as do Artemix, são excelentes para vender os seus produtos online; em alternativa tem sempre a hipótese de vendê-los em pequenas feiras de artesanato. Será certamente um prazer ver as suas peças usadas por quem de facto gosta delas.

Gostou deste artigo?: