8 dicas para conseguir uma promoção

Aperto de mão

Qualquer profissional que se preze e que adora o seu emprego quer evoluir na sua carreira, de preferência o mais depressa possível. Porém, no mundo competitivo em que hoje vivemos e trabalhamos, isso nem sempre é tão fácil como gostaríamos.

  1. Entregue-se a 100%. Enquanto não consegue a promoção dos seus sonhos, é crucial que se dedique às suas actuais tarefas a 100% - faça o que melhor sabe fazer, da melhor forma possível. Para além disso, não descure a sua apresentação física, seja aquela pessoa que nunca falta a um dia de trabalho (a não ser que esteja realmente doente), a que chega sempre 5 minutos mais cedo e sai sempre 5 minutos mais tarde que todos os outros, esteja sempre disponível para a empresa.
  1. Produtividade acima da média. Quem luta por uma promoção fá-lo, naturalmente, pelas condições de trabalho melhores e por um salário mais atractivo, mas não só. Quem quer ser promovido, quer porque sabe que tem tudo o que precisa para suceder nesse novo cargo e merece subir até esse degrau. Ter talento é óptimo, mas não é suficiente: lembra-se da velha máxima “10% inspiração, 90% transpiração”? É preciso trabalhar, com afinco e profissionalismo, para construir uma reputação infalível… depois que venham todas as promoções e mais algumas.  
  1. Dê nas vistas. Sem ser “graxista” faça saber a quem de direito quais as suas intenções relativamente ao seu futuro na empresa e o que estará disposto a fazer para conseguir a tão desejada promoção. Os seus méritos nem sempre podem falar por si e nem sempre os chefes podem estar atentos a tudo e a todos, ou seja, se achar necessário informe o seu director dos seus mais recentes sucessos (reencaminhe-lhe um e-mail de um cliente satisfeito, entregue-lhe um relatório mensal…).
  1. Seja popular. Quer seja uma pessoa extrovertida ou introvertida, é importante ser-se popular na empresa se quiser ser promovido. Porquê? As pessoas populares dão nas vistas, dão-se bem com toda a gente, a sua ausência é sentida… se não se enquadra neste grupo de pessoas, comece já a melhorar as suas capacidades sociais. Faça questão de conhecer todos os seus colegas de trabalho, mesmo aqueles que não fazem parte do seu departamento, ajude-os e crie boas relações com o maior número de pessoas possível, principalmente aquelas que tomam as decisões mais importantes, como a atribuição de promoções.
  1. Tenha um mentor. Dentro de qualquer empresa que promova o crescimento profissional, pode ser uma boa ideia ter um mentor, alguém que já tenha escalado a escada corporativa, com uma vasta experiência e que esteja disponível para o ajudar a fazer o mesmo. Para além de poder abrir muitas portas, um mentor é a pessoa que pode sugerir e apoiar o seu nome na hora de uma promoção ou até prepará-lo para assumir o seu próprio cargo, no caso de se reformar.
  1. Seja versátil. Nos dias que correm, um profissional tem de ser versátil, ou seja, tem de saber vestir a camisola ou então mais do que uma – tem de trabalhar tão bem a título individual, como em equipa; tem de saber ser um bom líder e saber ser liderado; tem de saber quando deve manifestar-se e quando deve optar pelo silêncio; tem de alterar métodos de trabalho se necessário – tudo isto com conta, peso e medida.
  1. Continue a aprender. A formação contínua é fundamental para quem quer avançar na sua carreira e tornar-se um verdadeiro especialista. Não descure as hipóteses de fazer cursos de formação, de frequentar seminários com profissionais de renome mundial, de apostar num mestrado, doutoramento ou MBA. Especialize-se numa área que se encontra em franca expansão dentro da sua empresa, aprenda uma segunda ou terceira língua que possa ser útil… as possibilidades são muitas.
  1. Procure outro emprego. Se se tem desdobrado em esforços e tentativas para avançar na sua carreira, só para chegar ao final do ano e não ter conseguido alcançar o seu objectivo e, pior, começa a parecer que dificilmente o conseguirá na sua actual empresa, poderá estar na altura de mudar de emprego. Pode ter medo da mudança e sentir uma enorme lealdade para com o seu actual chefe, mas a verdade é que tem de fazer o que é melhor para a sua carreira, se não, arrisca-se a ficar descontente com a sua actual situação profissional. Estudos recentes apontam para o facto de até 75% dos trabalhadores por conta de outrem estar, num dado momento, todos à procura de um novo emprego, por isso, não é algum tão incomum. Boa sorte!
Gostou deste artigo?: