7 coisas que não deve fazer na festa de Natal da empresa

Mulher com copo de vinho

Esperada ou não com entusiasmo, a festa de Natal da empresa é, em muitos casos, o único momento no ano em que todos os colaboradores se reúnem, em lazer, fora do escritório. Quer esteja na empresa há poucos meses ou há muitos anos, é importante saber manter a postura profissional na festa de Natal da empresa, evitando gafes que podem não só virar tema de conversa na hora do café na manhã seguinte, como comprometer a própria carreira.

1. Faltar à festa de Natal da empresa

A não ser que tenha uma emergência familiar ou uma desculpa mesmo muito boa, não há motivo nenhum que se justifique faltar à festa de Natal da empresa. Sabia que num estudo sobre festas natalícias, 15% das empresas entrevistadas admitiram que o comportamento inapropriado de um colaborador nesse evento acabou por afetar o seu progresso futuro dentro da empresa? Entre outros comportamentos inapropriados, faltar ao jantar de Natal anual é um deles. Há que vestir a camisola, dentro e fora das quatro paredes do escritório.

2. Levar vestuário inapropriado

Jantar fora com os colegas da empresa, não é a mesma coisa que jantar fora com os amigos de sempre, começando pelo vestuário. O dress code profissional normalmente mantém-se efetivo mesmo na festa de Natal da empresa, embora ligeiramente mais casual. Isto aplica-se também ao cabelo, maquilhagem e perfume. Na hora de escolher o visual, tenha também em conta o local onde a festa de Natal se vai realizar e se se trata de um almoço, um simples cocktail ou um jantar sentado e vista-se de acordo com isso. Não se quer tornar naquela história deprimente que se vai contar em todos os jantares de Natal futuros só porque decidiu usar o vestido mais curto que tem ou aquela camisa acetinada preta demasiada justa, pois não? Se trabalha na empresa há muito tempo não há que enganar: já sabe qual o ambiente da festa de Natal, por isso, restringe-se ao mesmo e evite inovar ou pior, chocar. Se trabalha na empresa há pouco tempo e este vai ser o seu primeiro jantar de Natal, pergunte a quem sabe.

3. Exagerar no álcool

Uma das maiores tentações da festa de Natal da empresa, o álcool também se pode revelar um dos piores pecados da mesma. É claro que a festa de Natal da empresa é sinónimo de descontração e divertimento, mas não deixa de ser um evento da empresa, onde estarão presentes diretores, chefes e colegas, ou seja, todas as pessoas que terá de enfrentar nos próximos 220 dias úteis. Saboreie um bom copo de vinho, brinde com os colegas, mas não exagere no álcool – pode acabar por dizer e fazer coisas das quais vai certamente arrepender-se no dia seguinte e que até podem manchar a sua imagem profissional para sempre.

4. Falar excessivamente de trabalho

É natural que na festa de Natal da empresa se fale de trabalho, afinal de contas trata-se de um evento de caráter profissional, no entanto, este é, acima de tudo, um momento de convívio – em que se celebram os sucessos do ano que está a terminar. Nesse sentido, deve evitar não só falar de assuntos profissionais, como também – e acima de tudo – não utilizar a festa de Natal para se queixar ao chefe ou aproveitar a boa disposição do diretor do seu departamento para pedir um aumento. Se alguém iniciar uma conversa consigo com uma queixa, mude o assunto para algo mais leve e cuidado com quem possa estar a ouvir este tipo de conversas – é assim que se começam os piores rumores. Tudo tem o seu lugar e na festa de Natal da empresa o seu lugar é manter-se descontraído e discreto no que toca a questões de trabalho.

5. Manter-se exclusivamente com o seu grupo

É inevitável e todos nós sabemos que em termos profissionais, temos colegas de trabalho mais chegados do que outros, ou seja, alguns transformam-se em amigos enquanto outros mantém-se colegas. Por isso mesmo, é natural que no meio da festa de Natal da empresa se sinta melhor e mais seguro junto dos “seus”. Porém, e por mais confortável que esteja, é aconselhável que conviva com toda a gente no jantar de Natal da empresa – bastam alguns minutos de conversa informal com todos, evitando, claro está, aquele ar de frete ou de tédio quando um dos colegas mais “negativos” se aproxima. Pode até aproveitar para conhecer melhor aqueles colegas novos, os mais tímidos ou aqueles a quem nunca deu grande oportunidade. Afinal de contas, aonde está o seu espírito de Natal?

6. Levar um convidado

Aparecer no jantar de Natal da empresa com o namorado, a prima, o melhor amigo ou os filhos nunca lhe deve passar pela cabeça, a não ser que no convite da empresa essa opção fosse comunicada. É sempre de mau tom e uma falta de respeito chegar a um evento acompanhado de alguém que não foi convidado para o mesmo! Não se esqueça que embora seja uma festa de Natal, este é um evento profissional, que a empresa organizou e financiou. Se faz questão de apresentar a sua família aos colegas de trabalho, planeiem um jantar à parte.

7. Ser o último a chegar, o último a sair ou desaparecer a meio da festa

As festas de Natal das empresas existem para vários motivos: reconhecer e premiar o trabalho dos seus colaboradores, solidificar os laços entre a equipa de trabalho e permitir que estas mesmas pessoas possam conhecer e divertir-se de uma maneira mais informal. E, por isso mesmo, os olhos estão postos nos colaboradores. Não chegue tarde: a tolerância máxima é de 10 minutos – também não chega tarde ao escritório pois não? Se por algum muito motivo (válido) tiver de sair a meio da festa informe o seu superior direto antes do início da mesma ou preferencialmente até na véspera. Evite prolongar a sua estadia na festa até terem de pedir que se vá embora porque querem fechar o restaurante! É aqui que entra o bom senso. Não se esqueça de se despedir do seu anfitrião e agradecer o convite. Com a festa de Natal, muitas empresas não querem mais do que aproximar e fortalecer a equipa de trabalho, para que entrem no novo ano com aquela motivação extra. Pondere bem: são apenas algumas horas por ano e quem sabe que influência podem ter na sua carreira profissional.

Gostou deste artigo?: