Os 10 segredos do networking

Networking

O networking é essencial para o bom sucesso de qualquer empresa e de qualquer profissional.

Ele consiste no estabelecimento de uma rede profissional que permite encontrar potenciais colaboradores, parceiros ou investidores, e rodear-se de pessoas interessantes na sua área profissional.

É também uma forma saudável de comunicação bilateral, que ajuda a desenvolver quer seja um empresa ou um profissional. No fundo, é uma transação de contactos benéfica para ambas as partes, que bem-feita, pode tonar-se na sua melhor publicidade.

Alguns especialistas estimam que 15% do nosso sucesso financeiro provém das nossas competências e conhecimentos, enquanto 85% tem origem na nossa capacidade de nos relacionarmos com os outros. Isto significa que um bom profissional não deve concentrar-se apenas no objetivo de obter um contacto para atingir um fim, mas sim criar uma verdadeira relação de entreajuda e, quem sabe, de amizade.  

Como para algumas pessoas, nomeadamente as mais introvertidas, o networking pode ser algo menos natural, e mais difícil, ficam aqui algumas dicas para o ajudar:

  1. Seja verdadeiro e autêntico. A honestidade é sempre a melhor política e o networking consiste sobretudo em ser genuíno e autêntico e em criar relações de confiança e entreajuda. Seja um amigo e não um contacto.
  2. Defina os seus objetivos e metas a alcançar. Quantos contactos novos gostava de conseguir por mês? Qual o tempo necessário para atingir esse número? Isto irá ajudar-lhe a ser seletivo, dedicado aos seus objetivos e a fazer crescer o seu networking.  
  3. Faça uma autoavaliação. Tenha a plena noção das seguintes questões: O que faço? Para quê? Para quem? Qual a razão pelo qual faço melhor do que os outros? Para haver uma boa comunicação tem que ter um excelente autoconhecimento. Se não souber as respostas para essas questões, os outros também não irão saber. É igualmente importante fazer uma avaliação constante dos seus pontos fortes e fracos, de forma a poder ver onde e como pode melhorar as suas interações.  
  4. Coloque questões abertas. Para fazer um bom networking quando conversar com outros deve colocar questões abertas e não fechadas. Por exemplo, pergunte “Que tipo de filmes gosta?” e não “Gosta de cinema?”. As perguntas abertas ajudam a iniciar temas de discussão e demonstram que estamos realmente interessados em conhecer melhor a outra pessoa.  
  5. Prefira a qualidade em vez da quantidade. Muitas vezes, existe a ideia errada de que quanto mais contactos conseguir melhor, mas na realidade o que interessa verdadeiramente é a qualidade dos contactos. Não precisa de ir a todos os congressos passar os seus contactos, mas sim à pessoa certa. Mais vale 1 bom contacto que implique uma verdadeira relação de entreajuda do que 100 sem utilidade.  
  6. Invista bem o seu tempo. Tempo é dinheiro e, como tal, deve selecionar bem onde o gastar. Não perca tempo com inúmeros contactos, obtendo apenas relações superficiais. Invista o seu tempo em apenas alguns contactos selecionados e crie uma impressão mais marcante. Não ofereça apenas um cartão-de-visita, despenda o tempo necessário para se tornar inesquecível.    
  7. Faça o follow-up É importante manter o contacto com as pessoas interessantes que acabamos de conhecer. Porque não telefonar a indicar que gostamos muito de o ter conhecido ou marcar um café como forma de agradecimento de algo para poderem trocar ideias? Aqui o importante não é só conhecer pessoas, mas sim criar laços. Não se pretende um contacto frio onde após conseguir a informação ou favor pretendido se esquece a pessoa. Além disso, é sempre bom “relembrar a sua existência”.  
  8. Mantenha-se ativo, atento e visível. É importante visitar o máximo de grupos que possam suscitar interesse, fazer voluntariado, estar atento aos congressos e eventos relacionados. Isto implica também estar atento ao mundo que o rodeia, ler sobre os mais variados temas, de forma a estar sempre atualizado e informado. Isso irá ajudar-lhe a ter sempre tópicos de conversa. Por vezes, surge a ideia errada que já somos conhecidos, ou que, já sabemos tudo e que não precisamos de participar tanto em eventos e cursos. Estamos num mercado bastante competitivo e se não relembrar a sua existência, facilmente poderá ser esquecido ou substituído.  
  9. Crie relações que sejam benéficas para ambas as partes (win/win).Não crie relações ou contactos onde sabe, à partida,que não irão corresponder às espectativas e vice-versa. A ideia não é “aproveitar-se” dos seus contactos para subir na carreira, nem esperar por uma retribuição obrigatória de favores. A realidade é que, para uma relação funcionar, é preciso o empenho de ambas as partes e um ambiente de cooperação.  
  10. Torne-se num recurso poderoso. Quando se é reconhecido como um recurso poderoso, as pessoas recorrerão a si para sugestões, ideias, contactos, etc. É importante criar o sentimento que é indispensável.

Com uma boa dose de segurança, um desejo permanente de aumentar o seu conhecimento e lista de contactos, pode ter a certeza que irá encontrar o seu lugar nesta poderosa rede. O segredo essencial? Manter-se ativo e atento! Por isso, do que está à espera? Start Networking!

Gostou deste artigo?: